Qual a probabilidade do registro de sua marca ser aprovado no INPI? - Marcas e Patentes Fortaleza

Quando o assunto é negócio, ninguém gosta de surpresas, não é mesmo? Quanto mais nós pudermos prever os resultados de nossos investimentos e ações para com nossa empresa, melhor a gente se prepara para o que está por vir. Infelizmente  nem sempre é assim na prática. Estudos comprovam que ainda existem muitas marcas em funcionamento que não investiram em um registro ainda, ou até mesmo pessoa física que busca fazer esse registro da marca individual, mas não obtém êxito no final.

Você mesmo deve conhecer alguém que planejou várias coisas para começar um negócio, já investiu em uma marca, no marketing e até mesmo no produto ou serviço a ser vendido, mas no final das contas, foi deixando o registro da marca para depois, não é verdade? O final desses casos, nunca acabam bem, pois as possibilidades de processos judiciais, e perca dos seus investimentos aumentam quando você não tem propriedade legal sobre o nome do seu negócio.

Elaboramos uma imagem para ilustrar como funciona o registro para algumas pessoas na prática, a sua forma de pensar na hora do registro, e os seus sentimentos emotivos que prevalecem na hora da escolha de prioridades, dentre outras questões são levantadas, conflitando seu lado racional com o emocional.

Com isso, podemos perceber que muitas pessoas estão inseridas nessa porcentagem sem perceber o risco que correm por investir na marca sem registrá-la. O risco não é apenas sobre o nome em si, mas todos os outros investimentos que vieram a ser feitos como ( logotipo e identidade visual, fardamento, sites, Id de domínio, propagandas em geral, divulgações em redes sociais, contratação de uma agência de publicidade, fachada de loja, dentre outros). Imagine todos esses investimentos indo por água a baixo, você perderá dinheiro, tempo e esperança de ter algo novo, de novo. A parte judicial também é um agravante, você poderá ser processado pelo “verdadeiro” dono da marca, independente que seja mais novo do que você no mercado, se ele tiver autorização no registro, ele terá poder legal sobre o nome e você poderá pagar ate mesmo uma indenização por todo o tempo de uso clandestino da marca.

Conseguem perceber a importância do registro da marca em primeiro lugar? Sua empresa é o seu patrimônio, que futuramente você poderá vende-lo, licenciado ou até mesmo franqueado, desde que você esteja dentro das leis sem violar quaisquer artigos da legislação. Então garanta a segurança da sua marca, registre e tenha poder sobre a exclusividade de sua marca. Não abra mão da sua segurança. Registre sua marca.

Registrando sua marca

E com relação ao registro de uma marca? Já parou para pensar qual a probabilidade de você, após solicitar o registro dela no INPI, ter seu pedido aprovado e receber o certificado validando o direito?

Eu pergunto se você já parou para pensar porque tem muita gente que não sabe, por exemplo, que o registro pode ser aprovado ou não, que existe uma análise de mérito. Muitos pensam que isso é mera formalidade, que todos que tentam o registro conseguem, mas não é bem assim que acontece…

Então vamos aos fatos.

Em 2018, foram analisados no Brasil 379.767 pedidos de registro de marca.

191.813 (51%) foram aprovados. Porém, 105.379 foram negados. E mais 82.575 foram perdidos, sem sequer ser analisados.

Ou seja, 49% dos pedidos no Brasil não tem sucesso!

Fazemos esse levantamento de dados todos os anos e te afirmo que esse padrão de “meio a meio” vem se mantendo há um tempo.

Você faria uma cirurgia de estética se o médico falasse que você tem 50% de chances de sobreviver?

É um risco alto pra caramba. Tipo cara ou coroa. Concorda?

Pois é… tem muita gente solicitando registro de marca sem ter noção disso. Ou então se baseando por casos isolados: “Meu amigo empresário fez e conseguiu, então eu também consigo”.  E não pelo panorama geral.

E o que é o mais sensato a se fazer? Quais as indicações?

Quando você faz uma análise mais a fundo do histórico de decisões escolhas das pessoas que buscam registrar marcas, especialmente aquelas que deram errado na hora do registro, você identifica padrões e começa a desenvolver uma capacidade de prever resultados. Grande parcela está diretamente ligado a pessoa física que busca fazer esse processo individualmente.

Aprendemos através dos anos, com diversas análises de casos e relatos sobre os problemas que estes empreendedores tiveram no ato do registro., nos últimos 15 anos nossa empresa conseguiu desenvolver um método de “diagnóstico” que, consegue prever o resultado no INPI com 94% de acerto, ou seja, nosso estudo especializado na hora de registrar uma marca, consegue ter precisão de 94% das aprovações.

 Uma das maiores porcentagens do mercado. Quando você chega até nós, com uma proposta de nome para sua marca, nosso método de pesquisas e análises conseguem fazer uma análise geral no processo do registro, diminuindo quase que total a possibilidade de você não conseguir registrar a sua marca. Se por um acaso o seu caso estiver entre os 04%, nós garantimos uma nova reanálise de marca, ou seja, com a Pensarte, você sai daqui com o seu negócio assegurado e registrado.

Esclarecemos alguma dúvida sua com esse artigo?

 Deixa um comentário aqui abaixo do nosso post, e nos diga o seu feedback, dicas de artigos, o que além do que você encontrou aqui, ainda tem curiosidade em saber, será um grande prazer ajudá-lo

Quer registrar a sua marca e evitar tudo o que foi mencionamos aqui acima? Entre em contato conosco e garanta já a segurança e exclusividade do seu negócio. Atendemos em todo Brasil.

Pensarte, ajudando você a ser verdadeiramente original. Inove o seu segmento, com a segurança de que ele não trará problemas futuros para você e seus investimentos. Comece certo, registre seu patrimônio. #VemPraPensarte.

Fonte: Estatísticas do INPI

FALE COM UM ESPECIALISTA:






Precisando registrar sua marca? Entre em contato conosco!
Powered by